Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2021

Dispositivos eletrónicos e crianças: Nem tão bons, nem tão maus

Imagem
Quando falamos de crianças e da utilização de dispositivos eletrónicos, é importante estabelecer que o problema não é a utilização, mas sim o abuso. Tal como tudo na vida. Um estudo realizado nos Estados Unidos concluiu que as crianças entre os 8 e os 10 anos de idade passam 8 horas por dia utilizando os diferentes meios de comunicação social que lhes são oferecidos (televisão, telemóvel, etc.) e aquelas com mais de 11 anos, mais de 11 horas por dia. Isto significa que a televisão e os jogos de vídeo são a principal atividade das crianças e adolescentes, ocupando mais tempo do que qualquer outra atividade, incluindo ir à escola ou dormir. Além disso, ter uma televisão no quarto de dormir aumenta o seu tempo de utilização e 71% das crianças e adolescentes inquiridos relataram tê-la. Além disso, 84% dos adolescentes têm acesso à Internet e um terço deles tem uma ligação no seu quarto. Há mais. A última década também assistiu a uma mudança no tipo de meios utilizado. Embora a televisão se

Quantas horas as crianças devem dormir?

Imagem
Se você está preocupado que seu filho não durma o suficiente, veja as dicas que lhe deixamos neste artigo. Quado uma criança não dorme bem torna-se impertinente e problemático porque o sono nas crianças, além de ser restaurador, é necessário para melhorar sua atenção, o comportamento, bem como a sua saúde física e emocional. É muito comum que as crianças sofram de distúrbios do sono, principalmente quando não seguem uma rotina que as ajude a dormir. Devemos tentar garantir que nosso filho durma o suficiente, por isso é bom que saibamos o que cada criança deve dormir de acordo com sua idade. Quanto uma criança deve dormir As crianças devem dormir mais ou menos horas, dependendo da idade. Se o seu filho é um bebé recém-nascido pode dormir até 17 ou 18 horas por dia. Após o primeiro aniversário o número de horas de sono deve ser reduzida para 11 horas durante a noite e 3 horas durante o dia. Após os dois anos de idade deve dormir 10 a 14 horas. Até aos três anos de idade, o fundamental

Sintomas de ovulação, dos mais comuns aos desconhecidos

Imagem
Como o título deste artigo evoca, a ovulação é um processo complexo pelo qual passamos durante muito tempo. O mais importante é que enquanto perdura a nossa fertilidade potencial, surgem sintomas de ovulação que em alguns casos desconhecemos e não temos a menor ideia da relação que têm com determinante ciclo feminino em muitos aspectos. Com efeito, um aspecto muito importante é reconhecer os sintomas de ovulação como mecanismo pelo qual se estabelecem os dias férteis e com ele um calendário de fertilidade, determinado justamente pelos sintomas de ovulação. Por essa razão, queremos pedir-lhe que se junte a nós na descoberta dos sintomas da ovulação, não só os que todas conhecemos, mas também os desconhecidos. Sintomas de ovulação, do mais comum ao mais desconhecido Para começar, queremos enfatizar a importância dos sintomas da ovulação como forma de determinar aspectos como o período de ovulação, fundamental para calcular seus dias férteis. Este calendário de fertilidade irá mantê-la in

Gravidez de Alto Risco

Imagem
A gravidez pode ser classificada de alto risco, se a mãe tem uma condição médica crónica ou se há sinais de complicações no feto ou com a gravidez. Condições médicas da mãe As condições médicas que justifiquem cuidados especiais incluem hipertensão, diabetes, asma, epilepsia, condições da tireóide, doenças cardíacas, alterações de coagulação do sangue, infeção pelo HIV (Sida), anemia falciforme, cancro e lúpus eritematoso sistémico. Problemas fetais Problemas no feto são detetados após a progressão da gravidez a um certo ponto, ou então são suspeitos com base no resultado de uma gravidez anterior. Por exemplo, um defeito de nascença, tal como espinha bífida ou malformação cardíaca, podem ser detectadas no feto, por meio de testes de rastreio durante a gravidez, ou podem ser sugeridas por causa do resultado de uma gravidez anterior. Incompatibilidade Rh (em que a mãe é Rh negativo e o bebé é Rh-positivo), infeção fetal, ou problemas de crescimento fetal também designam a gravidez de alt