Hábitos de leitura nas crianças

Hábitos de leitura
A leitura nas crianças desempenha um papel fundamental na sua aprendizagem e desenvolvimento. Não só ajuda as crianças a aprender a ler, a conhecer as letras, a reconhecê-las no futuro para aprenderem a escrever, mas também ajuda a adquirir cultura e educação. A leitura é uma atividade fundamental que cada criança deve praticar.
É importante que a criança passe algum tempo livre a ler. Ou seja, que não a tomam como uma atividade a ser realizada como se fosse uma obrigação, mas como uma atividade enriquecedora que contribui para eles como seres humanos. É evidente que na juventude não vão compreender isto, nem será necessário explicar-lhes, mas com o passar dos anos irão interiorizá-lo.
Não devemos apressar as crianças a ler, é importante que elas levem o seu tempo e se habituem gradualmente à leitura até se tornar um hábito. É importante que as crianças vejam os seus pais a ler, assim como a ler em voz alta para eles quando ainda não sabem como o fazer. Se houver um lugar em casa onde a criança possa sentar-se calmamente e ler um livro, tanto melhor. Isto ajudará a criar uma boa atmosfera de leitura, o que as atrairá ainda mais e as tornará interessadas em ler diferentes histórias; discutir livros no ambiente familiar também ajudará a despertar o interesse da criança por eles.
A leitura de livros tem também outras vantagens, tais como aumentar a atenção, estimular a curiosidade sobre diferentes tópicos, ajudar expressar melhor os pensamentos, bem como melhorar as relações humanas. O facto de ensinar as crianças a olhar para os livros como algo bom é também excelente, pois assim elas vê-los-ão como objetos importantes que devem ser valorizados. Recordemos que a leitura é uma atividade rica em educação e cultura, que não deve ser tomada como um castigo ou como algo enfadonho, mas como uma atividade enriquecedora em todos os seus aspetos.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O leite materno de mulheres vacinadas com Astrazeneca, Pfizer e Moderna contém anticorpos contra a Covid-19

Dispositivos eletrónicos e crianças: Nem tão bons, nem tão maus